top of page
  • Foto do escritorproje24

A IMPORTÂNCIA DA NUTRICIONISTA DURANTE O ACOMPANHAMENTO DA PACIENTE COM ENDOMETRIOSE


A endometriose é uma condição médica crônica que afeta milhões de mulheres em todo o mundo, caracterizada pela presença de tecido endometrial fora do útero. Além dos sintomas físicos como dor pélvica, dismenorreia e infertilidade, a endometriose pode ter um impacto significativo na saúde nutricional das pacientes. Nesse contexto, a presença da nutricionista durante o tratamento da endometriose é fundamental para fornecer orientação dietética adequada, promover o bem-estar nutricional e ajudar no manejo dos sintomas.

A dieta desempenha um papel importante no manejo da endometriose, uma vez que certos alimentos podem aumentar a inflamação e piorar os sintomas, enquanto outros podem ter propriedades anti-inflamatórias e ajudar a aliviar a dor. A nutricionista pode fornecer orientações específicas sobre quais alimentos devem ser evitados ou incluídos na dieta das pacientes com endometriose, com base em evidências científicas e nas necessidades individuais de cada paciente.

Estudos mostram que uma dieta rica em frutas, vegetais, grãos integrais, ácidos graxos ômega-3 e antioxidantes pode ajudar a reduzir a inflamação e aliviar os sintomas da endometriose (Harris et al., 2020). Além disso, a redução do consumo de alimentos processados, gorduras saturadas, carne vermelha e laticínios pode ser benéfica para algumas mulheres com endometriose, uma vez que esses alimentos podem aumentar a inflamação e piorar os sintomas.

A nutricionista também pode ajudar as pacientes com endometriose a alcançar e manter um peso saudável, o que pode ter um impacto positivo nos sintomas da doença. O excesso de peso pode aumentar a produção de estrogênio no organismo, o que pode piorar os sintomas da endometriose. Portanto, a nutricionista pode trabalhar com as pacientes para desenvolver planos de alimentação saudável e programas de exercícios físicos adequados às suas necessidades individuais.

Além disso, a endometriose está frequentemente associada a problemas gastrointestinais, como síndrome do intestino irritável (SII) e sensibilidade alimentar. A nutricionista pode ajudar a identificar alimentos que podem desencadear sintomas gastrointestinais e desenvolver estratégias para evitar esses alimentos, enquanto ainda atende às necessidades nutricionais das pacientes.

Em resumo, a presença da nutricionista durante o tratamento da endometriose é essencial para fornecer orientação dietética adequada, promover o bem-estar nutricional e ajudar no manejo dos sintomas. Uma abordagem multidisciplinar que integre cuidados médicos, nutricionais e emocionais é fundamental para garantir um tratamento abrangente e holístico para as mulheres com endometriose.

Referência:

Harris, H. R., Eke, A. C., Chavarro, J. E., Missmer, S. A., & Barbieri, R. L. (2020). Fruit and vegetable consumption and risk of endometriosis. Human Reproduction, 35(7), 1572-1582.

Dr. Rogério Tadeu Felizi

Médico ginecologista especialista em tratamento de endometriose e miomas uterinos

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page