top of page
  • Foto do escritorproje24

A IMPORTÂNCIA DO ACOMPANHAMENTO PSICOLÓGICO DURANTE O TRATAMENTO DA ENDOMETRIOSE


A endometriose é uma condição médica crônica que afeta milhões de mulheres em todo o mundo, caracterizada pela presença de tecido endometrial fora do útero. Além dos sintomas físicos como dor pélvica, dismenorreia e infertilidade, a endometriose pode ter um impacto significativo na saúde mental e qualidade de vida das pacientes. Nesse contexto, a presença do psicólogo durante o tratamento da endometriose é fundamental para fornecer suporte emocional, ajudar no manejo da dor e promover a adaptação a essa condição crônica.

A dor crônica é um dos sintomas mais prevalentes da endometriose e pode causar impacto significativo na qualidade de vida das pacientes. O psicólogo pode desempenhar um papel crucial no manejo da dor, utilizando técnicas de terapia cognitivo-comportamental (TCC), relaxamento e mindfulness para ajudar as pacientes a lidar com a dor de forma mais eficaz. Estudos mostram que a TCC pode reduzir a intensidade da dor e melhorar a qualidade de vida em mulheres com endometriose (Hanh et al., 2020).

Além disso, a endometriose está frequentemente associada a problemas emocionais como ansiedade, depressão e estresse. O diagnóstico de uma condição crônica como a endometriose pode desencadear uma série de emoções negativas e preocupações em relação à saúde, fertilidade e qualidade de vida futura. O psicólogo pode fornecer um espaço seguro para que as pacientes expressem suas preocupações, medos e sentimentos, além de oferecer estratégias para lidar com o estresse emocional e promover o bem-estar psicológico.

A infertilidade é outra preocupação importante para muitas mulheres com endometriose. O psicólogo pode ajudar as pacientes a lidar com os desafios emocionais associados à infertilidade, fornecendo suporte emocional durante o processo de tratamento de fertilidade e explorando opções de apoio psicológico, como terapia de casal ou grupos de apoio para mulheres com infertilidade.

Além disso, o psicólogo pode desempenhar um papel importante na promoção da adesão ao tratamento, ajudando as pacientes a compreender a importância do manejo da dor, adesão à medicação e estilo de vida saudável. Uma boa relação terapêutica entre o psicólogo e a paciente pode facilitar a comunicação e a colaboração no plano de tratamento.

Em resumo, a presença do psicólogo durante o tratamento da endometriose é fundamental para fornecer suporte emocional, ajudar no manejo da dor, promover o bem-estar psicológico e melhorar a qualidade de vida das pacientes. Uma abordagem multidisciplinar que integre cuidados médicos, psicológicos e emocionais é essencial para garantir um tratamento abrangente e holístico para as mulheres com endometriose.

Referência:

Hanh, T. T. M., Hanh, N. T. H., & Van Anh, N. T. T. (2020). The effectiveness of cognitive-behavioral therapy on pain intensity and quality of life in women with endometriosis. Obstetrics & Gynecology Science, 63(3), 259-269.

Dr. Rogério Tadeu Felizi

Médico ginecologista especialista em tratamento de endometriose e miomas uterinos

23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page