top of page
  • Foto do escritorproje24

Cólica da endometriose


A cólica da endometriose difere da cólica menstrual em vários aspectos. Enquanto a cólica menstrual é comum e faz parte do ciclo menstrual de muitas mulheres, a cólica da endometriose é caracterizada por intensidade e duração muito maiores.


A cólica menstrual ocorre quando o útero se contrai para expelir o revestimento uterino durante a menstruação. É geralmente sentida como uma dor em cólicas na região pélvica ou abdominal inferior e geralmente desaparece em poucos dias.


Por outro lado, a cólica da endometriose é causada pelo crescimento anormal de tecido semelhante ao revestimento uterino fora do útero. Esse tecido pode se desenvolver nos ovários, nas trompas de Falópio, nos ligamentos que sustentam o útero e em outros órgãos pélvicos. Durante o período menstrual, esse tecido também sangra e causa inflamação, levando a dores intensas e prolongadas.


Além disso, a cólica da endometriose pode ser acompanhada por sintomas adicionais, como dor durante as relações sexuais, dor ao urinar ou defecar, sangramento irregular, fadiga e problemas de fertilidade. Esses sintomas podem variar de leve a debilitante, afetando significativamente a qualidade de vida das mulheres afetadas.


É importante ressaltar que a cólica da endometriose não deve ser considerada como uma "dor normal" associada à menstruação. Se uma mulher experimenta dores menstruais graves e persistentes, é fundamental buscar aconselhamento médico para um diagnóstico adequado e tratamento eficaz da endometriose. #endometriose

0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page