top of page
  • Foto do escritorproje24

Diagnóstico da endometriose




Os sintomas da endometriose são variáveis, sendo as queixas mais frequentes dismenorreia, dispareunia de profundidade e dor pélvica. Frequentemente o tempo percorrido entre o inicio dos sintomas até que se estabeleça um diagnóstico definitivo ultrapassa os dez anos.

O diagnóstico da endometriose baseia-se em uma tríade contendo dados clínicos, exame físico e exames de imagem.

Os sintomas referidos pelas pacientes ,dismenorreia, dispareunia de profundidade, dor pélvica crônica, alterações intestinais (dor à evacuação, sangramento nas fezes, aumento do trânsito intestinal durante o período menstrual), alterações urinárias (disúria, hematúria, polaciúria acompanhando o fluxo menstrual) e infertilidade.

O exame clínico apresenta limitações para esclarecer a extensão e profundidade das lesões, tornando necessária a utilização de outros métodos para auxiliar no diagnóstico e estadiamento da doença.

Embora o diagnóstico de certeza da endometriose seja através videolaparoscopia com biópsia, outros métodos não invasivos (clínico e imagem) são importantes para elucidação, assim como, para a decisão de como e quando realizar procedimento cirúrgico.

Atualmente o ultrassom transvaginal (USTV) e a ressonância nuclear magnética de pelve (RNMP) são os principais métodos utilizados na detecção e estadiamento da endometriose. Nos casos de endometriose profunda com comprometimento intestinal e urinário pode ser necessário a utilização de outros métodos como a colonoscopia e a urografia excretora.

Mais recentemente a ultrassonografia com preparo intestinal vem sendo utilizada no diagnóstico e estadiamento da endometriose profunda, principalmente para comprometimento intestinal.

18 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page