top of page
  • Foto do escritorproje24

Obstrução das tubas uterinas

A obstrução das tubas uterinas, também conhecida como obstrução das trompas de falópio, pode ser causada por diferentes fatores. As principais causas incluem infecções pélvicas, como a doença inflamatória pélvica (DIP), endometriose, cicatrizes resultantes de cirurgias abdominais anteriores, como a remoção de cistos ovarianos ou apendicite, e aderências decorrentes de processos inflamatórios.


O diagnóstico da obstrução das tubas uterinas pode ser realizado por meio de exames como histerossalpingografia, ultrassonografia transvaginal, laparoscopia, histeroscopia e testes de função tubária. A histerossalpingografia é o exame mais comumente utilizado, no qual é injetado um contraste nas trompas para avaliar se há obstrução ou alterações na sua anatomia.


O tratamento da obstrução das tubas uterinas depende da causa e da extensão da obstrução. Em alguns casos, é possível realizar cirurgias para remover as obstruções ou reparar as trompas. No entanto, em casos mais graves, pode ser necessário recorrer a técnicas de reprodução assistida, como a fertilização in vitro (FIV), onde os óvulos são fertilizados fora do corpo e os embriões são transferidos diretamente para o útero.


É importante ressaltar que cada caso é único e o tratamento deve ser individualizado, de acordo com as necessidades e características de cada paciente. Por isso, é fundamental buscar orientação médica especializada para avaliação e indicação do melhor tratamento para a obstrução das tubas uterinas.



Dr. Rogério Tadeu Felizi

Médico ginecologista especialista em cirurgia ginecológica minimamente invasiva

0 visualização0 comentário

Comments

Couldn’t Load Comments
It looks like there was a technical problem. Try reconnecting or refreshing the page.
bottom of page