top of page
  • Foto do escritorproje24

Todo mioma precisa de tratamento cirúrgico?

O diagnóstico dos miomas é feito através do exame ginecológico de rotina e a ultrassonografia transvaginal, onde podemos evidenciar perfeitamente a localização e o tamanho deles.



Nem sempre é necessário fazer cirurgia. A avaliação de seu ginecologista é essencial para definir qual o melhor tratamento.


Em geral, opera-se os casos que estão com muitos sintomas, como por exemplo, hemorragias mensais, que levam até a anemia, dores tipo cólicas, que não se controla com antiespasmódicos, ou aqueles úteros muito volumosos.


Já o tratamento clínico com medicamentos que diminuem o desenvolvimento do mioma é possível para aqueles miomas pequenos ou quando se quer preservar a paciente de cirurgias. Isto porque o medicamento não elimina o mioma, mas atrofia o seu desenvolvimento.


Tipos de cirurgia para retirar mioma uterino

Existem basicamente dois tipos de cirurgias indicadas para a retirada do mioma uterino: a miomectomia e a histerectomia.


A miomectomia consiste na retirada somente do mioma, quando se pensa em preservar o futuro reprodutivo da paciente (aquelas que estão fazendo tratamento para engravidar ou ainda não engravidaram até os 40 anos).


Outra opção é a miomectomia por video-histeroscopia, onde se pode retirar os miomas sub-mucosos sem corte no abdômen, utilizando a filmagem da cavidade uterina e equipamento cirúrgico que “raspa e coagula” o mioma pela parte interna do útero .


Já nos casos em que os miomas são muito volumosos e não se visa o futuro reprodutivo da paciente, a histerectomia (retirada do útero) é a cirurgia indicada para resolver este problema.


O importante é que você faç


3 visualizações0 comentário

댓글


bottom of page